quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Visão Panorâmica

Gosto muito de ter uma visão panorâmica de alguns ambientes, é por isso que eu uso muito a função 'Fotografia Panorâmica' da minha câmera fotográfica, o resultado é uma linda imagem, uma imensa imagem, dá até para contar uma história com uma fotografia panorâmica.

Fotografia panorâmica¹, assim como a palavra panorama, refere-se a uma vista inteira de uma área circunvizinha. As fotografias panorâmicas tentam capturar tal vista. A origem da palavra vem de duas palavras gregas, παν (pan), que significa "total", e ὅραμα (órama), que significa "vista".

Você ja deve ter ouvido alguém falar que mora em um apartamento com vista panorâmica para a praia, seja em filmes ou na vida real, geralmente é um apartamento caro mas privilegiado. Mas você conhece ou ja ouviu falar de alguém que mora em um apartamento no prédio mais alto do mundo com vista panorâmica para toda a cidade?

Tente imaginar a sensação de estar no topo do edifício Burj Khalifa, que tem 828 metros e 163 andares e ter uma total visão de Dubai.



Essa foto panorâmica tem uma versão interativa (para acesá-la basta clicar aqui ).
A imagem foi feita pelo fotógrafo Gerald Donovan, que capturou e juntou 70 fotos individuais para criar o efeito final. Entre essas fotos, 48 eram panorâmicas e foram tiradas com um tripé mecanizado de 80 megapixels de resolução. ²

Ter a visão panorâmica de uma cidade, de uma praia ou de qualquer outra paisagem é espetacular e muito fácil de conseguir se comparada com a visão panorâmica de vidas.

Você tem uma visão panorâmica da sua vida? 
O ser humano é incapaz de ter essa visão. Ter a visão panorâmica de uma vida é poder ver o passado, presente e futuro dessa vida. Ter a visão panorâmica de uma vida é conhecer os sentimentos, as emoções, os pensamentos e os desejos dessa vida. É saber o que essa vida mais precisa, o que ela mais necessita e atender essa necessidade. Ter a visão panorâmica de uma vida é sinônimo de onisciência. Se eu e você não conseguimos ter uma visão panorâmica de nossas próprias vidas também não conseguimos ter uma visão panorâmica de outras vidas.
Somente Deus o nosso Criador tem essa visão panorâmica da minha vida, da sua vida e de tudo o que ele criou. Só Ele conhece o nosso passado, presente e futuro. Só Ele conhece o meu e o seu coração. Ele conhece a nossa necessidade e com o amor Ele saciou, sacia e saciará a minha necessidade, a sua necessidade e a de infinitas outras pessoas. Deus é amor e se Ele atende a nossa necessidade com amor isso significa que Ele atende o nosso anseio com Ele mesmo, pois é dele que precisamos. Ele se entregou por e com amor por nós. Se entregou em AMOR em nosso favor, para que eu, você e trilhões de outras pessoas fossem salvas.




Ele tem uma visão panorâmica do seu coração. Deus te conhece desde antes de você ser formado no ventre de sua mãe. Ele bate a porta do seu corção e, mesmo tendo a chave dele, pede para que você abra para Ele entrar. Deus quer te transformar. Deus quer te salvar.

Você deseja abrir as portas do seu coração para que o Espírito Deus venha habitar em você?
Você aceita Jesus, que em amor se entregou por você, como o seu salvador?

Se você disser sim faça essa oração, ore com a voz e com o coração:
"Senhor Jesus, obrigado por me amar e se entregar por amor por mim.
Obrigado por me salvar e me livrar do fardo dos meus pecados. Reconheço que sem ti nada sou. Abro as portas do meu coração para Ti. Vem habitar em mim e me transformar.
Em nome de Jesus eu oro a ti, ó Deus, Amém!"


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Fontes:

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

O Semáforo




O sinal vermelho sempre me intrigou. Ele fica lá em cima, como uma sentinela, observando tudo com aquele seu único olho. Um ciclope das ruas. Todos o obedecem, todos o respeitam. Fico aqui observando ele parar todos os carros.

O sinal verde também exerce o seu poder. Sempre se opõem às ordens do sinal vermelho. É a cor que todos desejam ver. É a cor que deixa o caminho livre para todos seguirem em frente, motoristas e  pedestres.

O sinal amarelo é o porta-voz. O meio termo entre o vermelho e o amarelo. É ele quem avisa que o verde está saindo para descansar e o vermelho está chegando para impor a sua ordem. Uma ordem imutável. O sinal amarelo é aquele que diz: “Ou você corre, ou vai parando porque o vermelho está chegando.”.

Hoje é uma sexta feira, estou cumprindo a rotina de ir para o trabalho. Chego da escola, banho, almoço, ponto de ônibus, ônibus, rodoviária, trabalho, rodoviária, casa.

No caminho para o trabalho, de dentro do ônibus eu observo os semáforos dessa minha cidade, Brasília. A Esplanada dos Ministérios é cheia de semáforos. São eles que tentam controlar o fluxo caótico do trânsito da capital do Brasil. Alguns anos atrás não era assim. A população cresce tanto que a qualidade de vida não consegue acompanhar. Não consegue ou não quer. Talvez ela queira crescer, mas não deixam.
Por falar em trânsito eu levei uma multa por andar na contramão. Nem Liguei.Sim, sim! Eu vou continuar andando na contramão do mundo. O Espírito Santo, o Consolador é o meu semáforo. Ele me indica quando eu devo parar, ele me alerta e me diz quando devo seguir. Ele me orienta, habita em mim, me santifica e me instrui.

"mas o Consolador, o Espírito santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito."  
      

Tal Live

 


Um nome estranho para o blog de uma pessoa estranha.

Gosto de nomes que tenham significados e o nome desse blog tem um significado.

'Tal' em islandês significa 'conversa', 'conversação' e 'discurso'. Juntei a palavra 'Tal' do islandês com o verbo 'Live' do inglês que significa 'viver'. A junção dos dois passa uma ideia de 'conversa viva' ou 'discurso vivo'. Gostei mais de 'Discurso Vivo'.

'O Discurso Vivo' é o nome de um dos contos presentes no livro Contos Plausíveis, de Carlos Drummond de Andrade, um livro cheio de outros livros. Cada conto ocupa apenas uma página. Leio uma página, leio um conto mas tenho a sensação de que li um livro inteiro. Foi de lá que veio a ideia do nome para o blog.

'O Discurso Vivo' conta a história de um homem chamado Tomé que era o orador mais popular de sua cidade, era um orador para todo serviço, era o melhor orador. Todos o escutavam e os que tentavam imitá-lo desistiam. Certo dia em um de seus discursos ele perde a voz. Passou a se comunicar por gestos e ficou ainda mais popular. Até que "Nem precisava abrir os braços e a boca. Era o dircurso em si, independente de tudo." ¹

Gosto muito desse conto. O orador Tomé se torna o discurso em si, ou seja, deixa de ser só palavras para transformar-se em atitudes, em ações. Algumas vezes é preciso que os que falam de mais percam a voz para começarem a agir.

Discurso Vivo é viver aquilo que se diz, são as ações condizendo com as palavras.
   

 "Portanto, assim como o corpo sem o espírito está morto,
assim também a fé sem ações está morta"

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
1 - Contos Plausíveis / Carlos Drummond de Andrade; 8.ed. - Rio de Janeiro: Record, 2010.